whatsapp topo cirurgia ocular 19 97168-5151
telefone topo cirurgia ocular 19 3252 2939

Cirurgia de Glaucoma

Porque se preocupar? O que é Glaucoma?

É um grupo de enfermidades que tem em comum a pressão dos olhos em um nível não saudável. Existem vários tipos de glaucoma e por isto vários tratamentos. Alguns requerem cirurgia outros colírios, ou mesmo o tratamento adequado da enfermidade que está afetando os olhos ou outras partes do corpo. O tratamento apropriado previne a perda de visão daqueles cujo problema foi abordado precocemente.

Não importa se a pressão dos olhos está alta, normal ou abaixo do normal. A pressão é um assunto de características críticas e, por isso, o diagnóstico de glaucoma nã o deve ser baseado apenas na medição da pressão ocular, mas também na presença de danos ao nervo óptico. Assim glaucoma não é igual a pressão aumentada nos olhos.

Sendo assim glaucoma não é apenas a pressão aumentada nos olhos!

Quais são os sintomas?

É uma doença silenciosa. Pode haver dificuldade em diferenciar cores, reconhecer movimentos e de visualizar objetos que não estejam à sua frente. O campo da visão vai se fechando aos poucos . A dor é sentida nos casos de variação grande e abrupta da pressão dos olhos.

Quem tem maior chance de desenvolver glaucoma?

As pessoas que têm um dos fatores de risco descritos abaixo tem chances de ser diagnosticado com glaucoma ao longo da sua vida.

• Miopia
• Enxaqueca
• Sangue espesso
• Pseudoesfoliação
• Síndrome de Raynaud´s
• Idade avançada (acima de 60 anos aumenta em 6 vezes)
• Pressão sanguínea baixa
• Histórico de trauma ocular
• Descolamento de retina prévio
• Córnea fina (paquimetria baixa)
• Nervo óptico com doença prévia
• Síndrome de dispersão pigmentaria
• Diabetes (aumenta o risco em 2 vezes)
• Anormalidade corneana (distrofia endotelial)
• Pressão ocular aumentada (acima de 20 mmHg)
• História familiar de glaucoma (aumenta o risco em 9 vezes)
• Glaucoma em um olho (29% de chance de ter no outro olho)

Como é feito o diagnóstico?

Não se trata de, simplesmente, medir a pressão dos olhos . Este procedimento é importante, mas deve ser combinado com o exame do campo visual e do nervo óptico.

Passos:
1) Pressão Ocular:
Deve ser aferida rotineiramente, em especial naqueles com os fatores de risco citados acima.

2) Campo Visual:
Quando alterado é até muito fidedigno. O glaucoma possui padrões típicos de alteração da visão que quando presentes no exame ajudam muito o diagnóstico. Indica também se está havendo progressão.

3) Exame de Nervo Óptico:
Realizado por meio da fundoscopia podendo ser auxiliado por exames avançados. O nervo óptico adquire várias formas no glaucoma. A mais comum é a escavação no centro do nervo e se expande a medida que a doença progride. Uma escavação aumentada não é igual a glaucoma, mas em geral quanto maior ela for maior a chance dela ser patológica.

Importante:
Deve-se sempre que possível medir a espessura da córnea através da paquimetria e realizar gonioscopia para estudar o ângulo do olho.

Eu tenho glaucoma, como posso fazer para me ajudar?

Perca peso. Faça exercícios regulares. Uma boa dieta é fundamental. Procure manter um bom estado de saúde geral, livre de doenças e hábitos debilitantes. Seja fiel ao tratamento.

Como é o tratamento?

Atualmente, os colírios são muito eficientes. Quando estes não representam mais a solução adequada, parte-se para a cirurgia ou o laser. Não existe uma receita única para o tratamento do glaucoma. O segredo para o sucesso é a individualização do tratamento e a vigília constante ao longo do tempo.

"Certamente dentre os mais importantes fatores que afetam nossa saúde estão a nossa forma de pensar, sentir, amar e viver." (George Spaeth)

Tratamento Cirúrgico

Alguns casos de glaucoma podem ser tratados com medicações. Entretanto, outros casos podem exigir cirurgia tradicional ou tratamento a laser para a redução da pressão intra-ocular.

As cirurgias anti-glaucomatosas mais comuns incluem:

1) Iridotomia Periférica a Laser
Indicada para pacientes com glaucoma de ângulo fechado. Um pequeno orifício é feito na íris com a finalidade de aumentar a profundidade do ângulo entre a córnea e a íris, e consequentemente melhorar a drenagem do humor aquoso.

2)Micro-cirurgia filtrante (Trabeculectomia)
Indicada para pacientes que não tenham se beneficiado do uso de colírios e/ou tratamentos a laser. Consiste na criação de um novo local (retalho) de drenagem através da esclera (que é a parte branca do olho) e confecção de uma bolha filtrante entre a esclera e a conjuntiva (que é a membrana transparente que reveste o olho).

3) Micro-cirurgia com Implantes Valvulares
Recomendado para pacientes com glaucoma neovascular, falência de trabeculectomia, ou em casos de maior susceptibilidade de um processo cicatricial mais agressivo. Consiste no implante de um tubo fino, flexível e delicado acoplado a uma bolsa de drenagem de silicone que facilita o escoamento do humor aquoso.

4) Fototrabeculoplastia Seletiva a Laser
A fototrabeculoplastia seletiva a laser (SLT) é uma técnica sofisticada de tratamento de glaucoma crônico de ângulo aberto. Tal procedimento atua seletivamente nas células pigmentadas da malha trabecular (trabéculo) aumentando a drenagem do humor aquoso, e consequentemente reduzindo a pressão intra-ocular. Esta inovadora, eficiente, indolor e segura tecnologia não lesiona outras estruturas intra-oculares e nem leva a efeitos cicatriciaiis indesejáveis. Por estas razões, uma das vantagens é que o procedimento pode ser repetido no futuro de maneira segura e eficiente proporcionando maior precisão e segurança no tratamento do glaucoma. A fototrabeculoplastia seletiva a laser também é muito eficaz quando a fototrabeculoplastia a laser convencional e outras formas de tratamento clínico (colírios) não tenham obtido resultados satisfatórios.

Vantagens da SLT:
* SLT resulta em uma resposta biológica que aumenta a drenagem do humor aquoso, e reduz a pressão intra-ocular sem queimadura tecidual.
* Ausência de cicatrização adversa na malha trabecular.
* Redução de reações adversas associadas ao uso de medicações anti-glaucomatosas.
* Pode reduzir ou eliminar o problema do uso crônico de colírios anti-glaucomatosas de alto custo e outras medicações.
* Tratamento mais barato a longo prazo.
* Diminuição dos custos do atendimento médico, exames complementares e controle.
* Melhora da qualidade de vida do paciente.

Como é realizado o tratamento seletivo a laser (SLT)?
Trata-se de um procedimento que pode ser realizado no consultório, e dura somente de 05 a 10 minutos. Antes do procedimento, pinga-se colírios para a preparação do olho para a realização do tratamento. A aplicação do laser é feita através de um microscópio especial, semelhante àquele usado para exames oculares de rotina. Durante o tratamento o paciente permanece confortavelmente sentado em uma cadeira de exame. Recomenda-se que o paciente reserve em sua agenda um intervalo de aproximadamente 01 a 02 horas para que seja feita a medida da pressão intra-ocular no olho após aplicação do laser.

Convênios que Atendemos

Allianz
Cabesp
Cassi
Fusex
Saúde Caixa
MediService
Omint
Sul America
Unimed
Porto Seguro
GEAP

Está com problemas de visão? Agende uma consulta conosco!